Pessoas, Abóboras e Assertividade…

Home Geral Pessoas, Abóboras e Assertividade…
+

O título foi tomado emprestado de um trabalho literário contemporâneo, que me foi presenteado, intitulado de Pessoas, Abóboras e Coisas…, de um escritor recente, o Tiago Strassburger, e que, através de recortes reais ou irreais do cotidiano, brinca, inspira, transforma…

Dito isso, a cocriação para o título, foi para também inspirar e falar de outros recortes do cotidiano das Pessoas. Para tanto, como ponto de inspiração, nos valemos de retornos da vida real, de um questionamento em postagem da Onexo, sobre os maiores desafios aos gestores do Food Service, mas que certamente valem para os demais segmentos. Na maioria, foram unânimes em se referir ao desafio da gestão da mão de obra, ou seja, da gestão dos colaboradores, e também, da gestão do tempo e dos custos, sabendo-se que estes têm relação direta com os primeiros elencados. Daí, um questionamento me ocorre: você é ASSERTIVO?

– Mas e as Abóbor…?

Eis então, que virando e revirando a bagagem que abarcamos e carregamos através dos caminhos já percorridos da vida, algumas das “tralhas” que parasitam a mente, podem dificultar ou atrapalhar o convívio ou a melhor interação ao se deparar com a diversidade humana. Aquela diversidade da gestão com os colaboradores ou a do seu convívio social. Assertividade pressupõe então, arejar a mente, flexibilizar alguns paradigmas, aprender a arte do convívio e da desenvoltura, para se mover e sedimentar comportamentos construtivos. Comportamentos de ganha-ganha. Fácil? “Heita” que não né?

– Mas e as Abób…?

E daí, novo questionamento me ocorre: como está sua autoestima? Autoestima sim. Pontuamos acima alguns desafios da comunicação dos gestores. E a autoestima a meu ver é a base do comportamento e da comunicação assertiva para solução de muitos dos desafios. Autoestima tem a ver com autoconhecimento – se ver com bons olhos. A autoestima nos permite, com naturalidade, manter um equilíbrio nas relações interpessoais, e por tanto, ser mais assertivo. É o modo que possibilita não só SER, mas também PARECER, o que estimula uma comunicação transparente, digna, capaz de influenciar pessoas. Assertividade nos remete a credibilidade, a facilidade de comunicação e na relação mútua, e com paciência assertiva, favorece o desenrolar de muitos dos conflitos.

– Mas e as Abó…?

Bem, Abóboras têm a ver com bodes na sala ou obstáculos que atravessam o caminho. Podem ser não é? Ou com um sutil componente, que fazem do halloween ser ainda mais halloween, afinal estamos em outubro, e vale o temor ou a descontração por elas provocado. Dependendo do seu estado de espírito, é claro. Também, como alimento as Abóboras fazem parte do cardápio, que na mão de gourmets ou não tão gourmets a transformam em delícias de consumo. Por aqui as Abóboras conspiram sem destoar, tanto para dar aroma ou divertir o texto de hoje.

Qual a sua Abóbora?

Cirlei Donato – CEO da Onexo e da Nutriconsulting.

www.onexo.com.br

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *